sexta-feira, 6 de outubro de 2017

SOBRE A SENHA DE LOGON NO WINDOWS 10

VISÃO SEM AÇÃO É SONHO. AÇÃO SEM VISÃO É PESADELO.

Quando não havia smartphones, tablets, roteadores Wi-Fi e banda larga móvel, o PC era a única maneira de acessar a internet (geralmente via conexão discada). No entanto, devido ao preço do hardware, era comum que a mesma máquina fosse compartilhada por todos os membros da família ― solução interessante do ponto de vista econômico, mas desconfortável para os usuários e, pior, que comprometia a privacidade de todo mundo.

Para minimizar o problema, a Microsoft tornou o Windows multiusuário e implementou uma política de contas, permissões e senhas de acesso ― que só se tornou confiável a partir da edição XP (baseada no kernel do Windows NT), já que no Win ME, por exemplo, bastava pressionar a tecla ESC para passar pela tela de logon sem digitar a senha.

Atualmente, a maioria dos domicílios conta com um roteador wireless, que distribui o sinal de internet pelos cômodos da casa e permite que todos os moradores naveguem ao mesmo tempo, cada qual com seu tablet, smartphone ou notebook ou o que for. Mas as senhas continuam sendo importantes, já que cada vez mais usamos serviços baseados na Web, e o acesso não autorizado a alguns deles ― como netbanking ou mesmo webmail ― pode causar sérios aborrecimentos. Isso sem mencionar que os dispositivos portáteis, pelo simples fato nós os levarmos conosco para toda parte, são mais sujeitos à ação de abelhudos do que o desktop que temos em casa (ou o notebook que lhe faça as vezes).

Mesmo que ninguém além de você use seu computador, smartphone ou tablet, é importante manter o aparelho protegido por senha, PIN, ou reconhecimento facial. No âmbito do Windows, o mais comum é a gente fazer o logon digitando uma senha alfanumérica ou os dados da nossa conta na Microsoft. Contudo, sempre há os apressadinhos que acham melhor economizar alguns segundos na inicialização do sistema desabilitando a tela de logon. Se for o seu caso, veja como se faz isso no Windows 10:

― Pressione as teclas Windows+R para convocar o menu Executar.
― Digite control userpasswords2 e tecle Enter.
― Na tela das Contas de Usuário, desmarque a caixa de verificação ao lado de “Os usuários devem digitar um nome de usuário e uma senha para usar este computador”, clique em Aplicar e confirme em OK.
― Na tela que se abre em seguida, você deve informar seu nome de usuário e senha para autorizar a modificação. Faça-o, clique em OK e reinicie o computador para conferir o resultado.

ObservaçãoPara configurar o login automático no Windows 7, abra o Painel de Controle e, em Contas de Usuário, selecione seu nome na lista Usuários Deste Computador, desmarque o item “Os usuários devem digitar um nome de usuário e uma senha para usar este computador” dê OK, digite a senha duas vezes, conforme solicitado, e confirme a alteração. Se você ainda usa o XP, clique aqui para mais informações.

Tenha em mente que a partir daí você não precisará fazer o logon para acessar o sistema, mas qualquer outra pessoa que tiver acesso físico ao seu computador também poderá fazê-lo sem o menor problema. Analise bem os prós e os contras e veja se realmente vale a pena desabilitar essa camada de segurança.

No próximo capítulo a gente vê como fazer se esquecermos a senha de logon. Até lá.



Visite minhas comunidades na Rede .Link:



Postar um comentário